Como calcular o imposto de renda das operações de renda variável?

como-calcular-o-imposto-de-renda-das-operacoes-de-renda-variavel

Existem diversas modalidades de renda variável, geralmente atreladas ao mercado de investimentos. Vamos ver como calcular o imposto de renda nessas operações.

Para as vendas de ações simples, o cálculo básico é feito a partir da diferença entre o valor da ação no momento da venda menos o valor no momento da compra, com uma taxa a ser paga de 15% desse valor. Como se trata de uma ação individual, a obrigação de recolhimento é do investidor. Nesse caso, estão isentos aqueles que tiveram o rendimento mensal menor do que 20 mil reais.

Vamos ver dois exemplos simples para ilustrar essa conta:

Exemplo 1

O primeiro, mais direto, é no caso de uma compra por preço único. Digamos que foram compradas ações totalizando 50 mil reais mais despesas de operação, que também entram na conta, de R$ 10. Logo, o valor total é R$ 50.010. A venda das ações foi feita a R$ 60, com valores de operação de R$ 20.

Logo, o valor líquido da venda é de R$ 59.980. Portanto, para o cálculo do imposto de renda é o valor líquido da venda, excluindo as despesas, menos o valor da compra. Ou seja, R$ 59.980 – R$ 50.010 que é R$ 9.970. Aplicando a taxa de 15% a esse valor, R$ 1.495,50 é o valor a ser pago para o imposto de renda.

Lembrando que o recolhimento mensal deve ser feito até o último dia do mês seguinte à venda das ações.

Vamos ver agora, um segundo caso um pouco mais complexo em que mais de uma compra foi feita por preços diferentes. Neste caso, é preciso levar em consideração o valor pago por cada ação.

Exemplo 2

Digamos que são compradas 1000 ações por um valor total de R$ 50.000, ou seja, 50 reais por ação. Em um momento seguinte, são compradas mais 500 ações no valor de R$ 27.500, ou seja, 55 reais por ação. Considerando um valor total das despesas de operações de 25 reais o valor total da compra foi de R$ 77.525 ou R$ 51,68 por ação.

Imagine que no momento da venda, o investidor resolva vender apenas metade dessas ações. São vendidas então 750 ações por R$ 53 cada uma, totalizando R$ 39.750, com valores de despesa de R$ 20. Logo, o valor líquido da venda é de R$ 39.730 ou R$ 52,93 por ação. O cálculo então é feito pelo número de ações vendidas e seu valor unitário no momento da venda, menos o número de ações vendidas e seu valor unitário no momento da compra. Ou seja, 750 vezes R$ 52,93 menos 750 vezes 51,68 que dá um valor de R$ 937,5, aplicando a taxa de 15%, serão recolhidos R$ 140,62.

Existe ainda, um valor de 0,005% que seja que é retido na fonte e pode ser devolvido ao investidor de diversas formas.

Nas outras operações de renda variável o procedimento é parecido, porém com a peculiaridade de cada um.

Como você deve ter percebido calcular o imposto de renda das operações pode ser bastante trabalhoso, principalmente quando se realiza muitas operações dentro de um mês. Existem casos inclusive de pessoas que desistem de investir em renda variável devido ao trabalho gerado pelo cálculo do imposto de renda. Pensando nisto a equipe do Meu Dinheiro criou um módulo de investimentos com recurso de apuração de Imposto de Renda. Com dois cliques você é capaz de calcular o imposto e gerar o DARF para seu recolhimento. Se você não utiliza ou ainda não conhece o módulo de controle de investimentos do Meu Dinheiro, clique aqui e confira agora.

Se você quiser saber mais cálculo de IR não só sobre operações de renda variável, recomendamos a leitura da documentação do módulo de investimentos do Meu Dinheiro, que contém explicação detalhada da apuração de acordo com o tipo de investimento.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Current month ye@r day *

Adicione o email no-reply@blog.meudinheiroweb.com.br aos seus contatos para que as respostas cheguem em sua caixa de entrada