7 atitudes que podem te fazer perder dinheiro

meu-dinheiro-7-atitudes-que-fazem-perder-dinheiro

Só um louco aceitaria perder dinheiro, não é? Mas às vezes a falta de conhecimento e a rotina corrida entre estudo, trabalho e família podem fazer com que detalhes passem despercebidos. É nessas horas que é preciso rever atitudes simples que podem estar te fazendo perder dinheiro.

Para evitar situações negativas, o mais aconselhado é manter as finanças sempre em ordem. Na hora de economizar dinheiro, você busca formas de usar seu capital de maneira mais inteligente. E que tal usar essa premissa de forma ainda mais eficiente? Além de saber poupar, buscar alternativas para não perder dinheiro em detalhes também é uma excelente ideia.

Controlar os gastos pode parecer algo muito trabalhoso, mas na hora de fazer as contas seu bolso vai agradecer. Quer descobrir o que pode ser feito para valorizar o resultado do seu trabalho? Veja 7 atitudes que podem estar te fazendo perder dinheiro!

1) Usar o cartão de crédito sem disciplina

O cartão de crédito pode ser uma mão na roda na hora de fazer compras. Mas também pode trazer algumas armadilhas para o seu bolso. Os juros altos podem criar uma verdadeira bola de neve! Usar o rotativo pagando apenas o valor mínimo da fatura é uma das atitudes que deve ser abolida já.

Cuidar de um cartão já é complicado, imagina de dois? Mas tem muita gente por aí cadastrado em duas ou mais bandeiras. É preciso avaliar bem se os benefícios compensam o esforço. Afinal, os gastos podem fugir do controle se o usuário não for extremamente organizado.

2) Não pedir ajuda profissional

Falar de dinheiro pode causar certa vergonha em muita gente. E aí, por causa da falta de jeito ou por orgulho, muitas pessoas preferem tentar se virar sozinhas. Só que nem sempre essa é a melhor saída. Um profissional certificado pode trazer informações que você desconhece e oferecer opções melhores para pagar dívidas ou planejar investimentos, por exemplo.

Não tenha vergonha de pedir ajuda a pessoas que você confie e que sejam realmente experts no assunto. Um amigo ou familiar pode até dar boas dicas, mas quando o tema é dinheiro, o melhor é buscar ajuda de quem possui qualificação adequada.

3) Guardar dinheiro na poupança

Quando o assunto é economizar dinheiro, a poupança é uma das primeiras opções que vêm à cabeça. Ela é muito popular entre os brasileiros, mas já não é um lugar interessante para investir. O alto índice da inflação é o fator que mais afetou a rentabilidade da poupança.

Atualmente, se deixar o dinheiro parado na caderneta, você corre o risco de ter prejuízo. Isso porque daqui a algum tempo seu poder de compra diminuirá, uma vez que os preços das mercadorias tendem a aumentar enquanto o rendimento da poupança não consegue acompanhá-los.

4) Esquecer as taxas administrativas

Mesmo quem foge da poupança e busca investimentos mais rentáveis, precisa ficar atento às pegadinhas. O valor das taxas administrativas cobradas por bancos, corretoras e demais instituições financeiras podem fazer com que o capital investido não traga retornos tão interessantes.

Tanto em renda fixa quanto em renda variável, é preciso ficar de olho nos encargos de manutenção e outras taxas. O melhor a se fazer, nestes casos, é pesquisar e buscar uma instituição confiável com o melhor custo-benefício.

5) Retirar uma aplicação antes do vencimento

Muita gente quer investir dinheiro sem perder a facilidade de sacá-lo na hora que precisar. Contudo, essa vantagem não está disponível para todas as modalidades de investimentos. Por isso mesmo, é preciso planejar bastante os prazos na hora de tomar uma decisão. Se retirar a aplicação antes do vencimento, você poderá receber um valor abaixo do que estava esperando.

O Imposto de Renda também pode afetar o valor final de uma aplicação. Isso porque muitos investimentos têm alíquota decrescente. Dessa forma, quanto maior o prazo em que o capital ficar aplicado, menor será o percentual pago de imposto.

6) Não diversificar investimentos

Uma atitude que pode causar grandes danos ao seu dinheiro é investir em um lugar só. Por isso mesmo muitos especialistas aconselham diversificar a carteira de investimentos. Ou seja, você deve aplicar seu capital em diferentes modalidades para amenizar os riscos.

Desta maneira, se uma empresa não estiver nos seus melhores dias você não estará tão exposto. Os bons investidores do Mercado de Ações são ótimos exemplos dessa estratégia. Muitos deles investem em várias empresas, de diversos setores, e também buscam investir tanto no curto quanto no longo prazo.

7) Investir na Bolsa de Valores sem estratégia

Um dos princípios básicos de quem quer investir na Bolsa de Valores é delimitar um perfil e uma estratégia de investimentos. Essas definições são importantes para nortear o investidor na hora da tomada de decisão. Se você não sabe o que quer, fica mais difícil saber como e quando agir!

A estratégia também é importante nos momentos de dúvidas. Aquela velha premissa de “a grama do vizinho é mais verde” também ocorre neste universo e pode custar caro para o investidor. É preciso manter-se fiel à estratégia para evitar agir por impulso e expor o capital a riscos desnecessários.

As atitudes que podem te fazer perder dinheiro são muito mais comuns do que se imagina. Mas com atenção e mudança de hábitos é possível riscar estes pontos de conflito do orçamento. Coloque estas dicas em prática agora e alcance resultados financeiros cada vez mais positivos!

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Current month ye@r day *

Adicione o email no-reply@blog.meudinheiroweb.com.br aos seus contatos para que as respostas cheguem em sua caixa de entrada